14/06/2017

Férias x Treinos

Triatleta tira férias? A resposta é sim! Contudo, existem propósitos diferentes sobre como aproveitá-la. No meu caso, já tirei férias para melhorar meu desempenho com treinos altamente programados, sem me preocupar com a rotina de trabalho, conciliando o período de férias com as provas alvo.

Desta vez, me propus a fazer das minhas férias um momento de distração e descanso da agitada rotina, sem me preocupar com os treinos. Porém sem deixar a atividade física de lado. Para quem pratica esportes de alta performance precisa tomar cuidado para não ficar totalmente sedentário, pois a perda de seu desempenho cardiorrespiratório acontece muito rápido, e também quem se exercita assiduamente, seja por hobby ou competitivamente não consegue ficar muito tempo parado.

O segredo é você praticar outras atividades. Como faço triátlon, não nadei, nem pedalei e muito menos corri, mas pratiquei outras atividades como o surf e o mergulho, imprescindíveis para tirar aquela sobrecarga da musculatura, além de serem muito importantes para regenerar o músculo e as articulações, devido aos treinos fortes ao longo do ano. Sem contar os suplementos que deixei de tomar nesse período, regenerando e equilibrando todo meu organismo novamente.

Devido a intensidade e frequência dos treinos o fator psicológico naturalmente sofre alteração causando um estresse físico e mental, por isso é importante ter um momento para dar aquela oxigenada na mente. Vale lembrar que o seu desempenho na rotina de treinos não será a mesma. O ritmo vai estar mais lento, mas se você treinou de maneira correta anteriormente em duas semanas estará encaixando bons treinos novamente.

Reinaldo Maeda

Professor de natação da Manocchio Team Assessoria Esportiva, Triatleta
14° lugar geral no Sesc Triathlon Caiobá – amadora olímpica 2016
9° lugar geral no 12° Circuito Renault de Triathlon Olímpico de Caiobá 2016, classificando para a Copa Brasil de Triathlon no ES.
6° geral na 14° travessia de Caiobá